segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Onde Moro.

Namorada.
Sou na morada, tua morada.
Juntos, lugar qualquer, estou na morada.
Se contigo estou, sinto-me em casa.
Se da namorada o amor eu tiro, me fica nada.

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Homem.

Gosto de homem, mais do que isso, os admiro. Sem guerra dos sexos, quem é o sexo frágil, quem é o sexo forte, isto pouco importa, digo que admiro a forma masculina de agir, acho que por isso levo comigo este jeito um tanto "macho" de levar a vida, não pelo desejo de ser masculina, e nem masculinizar-me, longe disto, de minha feminilidade não abro mão, falo do modo com que os homens encaram alguns fatos, sem fazer uma tempestade num copo d'água, falo de atitude, falo de ir direto ao ponto, sem rodeios, praticidade, já disse várias vezes que se descomplicamos, o coração agradece.
Gosto de homem, homem com "borogodó", que chega e toma a iniciativa, que sabe elogiar, ser gentil, sem ser meloso. Confiante, que chega e diz o que quer (e dessa forma geralmente consegue), que fala com propriedade sobre os assuntos que o interessa. Causa-me fascínio homem, que mesmo não dominando o assunto do qual você trata, sabe fazer perguntas inteligentes a respeito, falando nisto, inteligência de fato é uma característica muito afrodisíaca, assim como o bom humor, não falo do sujeito que parece engolir um palhaço a cada manhã e possui um estoque interminável de piadas infames, falo do homem que faz rir de maneira inteligente, sutil, que fica lindo quando é bobo, mas não chega nem perto de ser um bobalhão.
Gosto de homem de fala de futebol, conta piada sacana, bebe cerveja e assiste vôlei de praia feminino para ver as atletas de biquíni, mas que também saiba apreciar um bom vinho, fale "coisinhas" ao ouvido.
Gosto de homem e de suas mãos, que sabem acariciar o rosto, segurar na nuca, enroscar na cintura, correr pelas costas, percorrer o corpo e segurar na mão.
Gosto de homem cuja voz é massagem para os ouvidos, por falar pausadamente, mansamente, exatamente o que deixa as pernas bambas, sem palavras exageradamente rebuscadas, apenas bom português, simples, sotaque gostoso ritmando o som das palavras doces que massageiam também o ego.
Gosto de homem e seus trejeitos, ao colocar a mão no queixo pensativo, coçar a cabeça preocupado, franzir a testa tentando entender, ao sorrir como moleque traquino ou lançar um olhar digno de lobo à caça.
Gosto de homem de cabelo bagunçado, camisa social com as mangas levantadas, naturalmente despojado, barba a fazer, perfume marcante, sorriso aberto, semblante de dono do mundo, não falo de beleza, falo de charme, sensualidade sem precisar sensualizar, isto é para "los maricones", não precisa de caras e bocas quando se tem o tal "borogodó", exala testosterona.
Gosto de homem que não bajula ninguém, fala o que pensa, faz o que quer e sabe que isto não é ser do contra, é ter personalidade.
Gosto de homem, que seja um bom amigo para seus amigos, bom filho, bom irmão, tenha bom caráter.
Gosto de homem, admiro homens, e não "meninos".

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Agir.

Ação
Libertação
liberta a ação
liberta para a ação
livre imaginação
Imagina a ação
livre para imaginar
liberta para a ação
Motivação
motiva a ação
motivo para ação
motivada para realizar.

Ação imaginada
Ação motivada
Ação realizada

Real ação:
Realização.

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Terráquios.

"Homens são de Marte, mulheres são de Vênus"


Não necessariamente, desculpe Johh Gray, mas conheço pessoas, independente de gênero, que poderiam ter vindo de vários planetas.
Quem veio de Mercúrio  está sempre à sombra de alguém maior, complexo de inferioridade.
Pessoas com mania de grandeza, megalomaníacas por natureza, certamente vindas de Júpiter.
Há quem "não acha bonito, o que não é espelho", narcisistas, vaidosas, cobrem-se de beleza, de artifícios, tal qual seu planeta de origem, Saturno, mas de que adianta ser tão belo e inabitável?
Pessoas excênticas e revolucionárias, tal qual Urano, o planeta que tem o eixo de rotação quase deitado em relação ao eixo de outros planetas, não seguem conceitos, estão indiferentes ao o que acontece, seguem seu caminho sem seguir ninguém.
Surpesticiosas, desconfiadas, introspectivas, vivem fora do real, habitam Netuno.
De Plutão vêm os frios e distantes, esses geralmete se isolam, afinal Plutão nem planeta é.
Neste misto de astros, eu questiono, por que não ser simplesmente Terráquio? Ser um misto saudável de emoções, agir de acordo com seus sentimentos e vontades. É uma questão se ser razoável e assim "habitável".