terça-feira, 12 de abril de 2011

Dois.

Não entendo como algo intenso que aconteceu ontem (falo de ontem mesmo, no sentido claro da palavra), hoje, no dia seguinte, parece nada.
Acho que não estou pronta para esses tempos de dinamismo até nos sentimentos. Ser uma pessoa prática, não significa não sentir.
Papo de tudo acontece quando tem que acontecer, é furado quando entre o "acontecer" e o "quando" há uma montanha obstáculos construídos pela indiferença.
Não mostrar estar disposta a abdicar a tudo por uma relação, não significa que não possa sair da redoma que passa segurança. Não concordo que alguém tem que ceder, ambos cedem, ambos sentem, ambos se entregam, ambos admitem. 
Lembre-se: Ambos são dois, um não basta

2 comentários:

Júh Fernandes disse...

Concordo plenamente!

acordaze disse...

Simples: 2 x 1, é a crucial diferença entre relação e masturbação.
Att,

José valter Jr.